Sites que Recomendo:
Verdade e Vida
Rev. Hernandes

UMBET

 

FAZER OU NÃO FAZER, EIS A QUESTÃO !


De vez em quando ouço pessoas buscando esclarecimento sobre o que é e o que não é devido. Muito se fala sobre usos e costumes; sobre o que é e o que não é permitido na igreja; sobre o que seria pecado ou não. Como proceder diante disso tudo?
Eu procuro direcionar minha vida e tudo o que faço pela Bíblia, como Palavra de Deus. Evidentemente que nem sempre temos respostas práticas, diretas para as nossas questões. Entretanto temos nas Escrituras a possibilidade de entendê-la e discerni-las. E isto deve ser feito a partir dos princípios de Deus e daquilo que para Ele é mais importante. Gostaria de rapidamente compartilhar com você daquilo que creio.

Diante de qualquer assunto precisamos sempre fazer três perguntas que jamais podem faltar:

1)EDIFICA? - Paulo diz: "Todas as coisas são lícitas, mas nem todas edificam"1 Co10:23 Edificar no sentido de construir algo de bom na sua vida, na vida de alguém. Algo de Deus, que tenha sentido espiritual, que faça bem, que me aproxima de Deus, que faça com que minha vida espiritual sejaacrescida por aquilo que faço;

2) CONVÉM? " Paulo diz: "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convém"1 Co 6:12 Ser conveniente é tão importante quanto saber o que fazer. Nem sempre conseguimos os dois, por isso é que muitos problemas surgem. É importante que saibamos o que convém e o que não convém. O que deve fazer parte e o que não deve da nossa vida. O que fica bem e o que não fica. Isso em muitos aspectos. Saber se conduzir, se comportar, se vestir, se apresentar é fundamental;

3) DOMINA? Paulo diz: "Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas" 1 Co 10:23 - Se fazemos algo por causa do domínio que isso exerce sobre nós, então isso não pode ser bom. Deus concedeu a Adão o controle sobre o mundo e o pecado tirou dele esse domínio e o diabo o escravizou. Jesus nos libertou para vivermos a liberdade de podermos fazer ou não. Sem pressão, sem nenhum tipo de influência;

Agora você deve aplicar esses critérios as situações que quiser. Pergunte sempre: Isso edifica minha vida espiritual, é conveniente, não faço constrangido ou pressionado a fazer ? Vá mais profundo nas questões e deixe Deus formar seu caráter cristão.

( transcrito)