Sites que Recomendo:
Verdade e Vida
Rev. Hernandes

UMBET

 

LIVRO DE AMÓS

AUTOR
Seu nome significa "carga", ou "carregador".
Era um cidadão de Tecoa, na tribo de Judá.
Foi boiadeiro e recolhedor de figos silvestres, 7:14.
Sua chamada, 7:15.
A intenção de fazê-lo calar, 7:10-13.

DATA. Profetizou durante os reinados de Jeroboão II em Israel, e Uzias em Juda.

ESTILO. Simples, porém pinturesco.

O livro possui muitas metáforas chocantes.
Ilustrações
(a) A fadiga da misericórdia de Deus para com os pecadores comparada a um carro sobrecarregado, 2:13.
(b) A pressão do dever do profeta comparada ao rugir do leão, 3:8.
(c) O escape difícil do remanescente de Israel comparado ao pastor que livra da boca do leão duas pernas ou a ponta de uma orelha, 3:12.
(d) A escassez da Palavra de Deus comparada a um homem no mundo natural, 8:11-12.
Amós, como profeta, em muitos sentidos foi como Cristo.
(1) Em sua ocupação, um trabalhador, 7:14.
(2) Em sua humildade, reconheceu sua origem humilde, 7:15.
(3) Em seu método de ensino por meio de ilustrações.
(4) Ao afirmar sua inspiração divina. "Assim diz o Senhor" ocorre quarenta vezes em sua profecia.
(5) Ao ser acusado de traição, 7:10; Jo 19:12.
(6) Na pressão do dever que estava sobre ele, 3:8; Jo 9:4.
(7) Ao denunciar o egoísmo dos ricos, 6:4-6; Lc 12:15-21.

SINOPSE
(1) Os juízos vindouros sobre as nações vizinhas, 1:3-15; 2:1-3.
(2) Discursos ameaçadores.
(a) Contra Judá, 2:4-5.
(b) Contra Israel, 2:6-16.
(3) O chamado de Israel para que busque a Deus com sinceridade, cap.5.
(4) A condenação da vida na opulência, 6:4-14.
(5) Uma série de cinco visões.
(a) A visão dos gafanhotos, 7:1-3.
(b) A visão do fogo, 7:4-5.
(c) A visão do prumo, 7:7-9.
(d) A visão de um cesto de frutos de verão, 8:1-3.
(e) A visão de um santuário derrubado, 9:1-10.
(6) As visões são interrompidas pela intenção de intimidar o profeta, 7:10-13.
(7) A predição da dispersão e da restauração de Israel, 9:9-15.