Sites que Recomendo:
Verdade e Vida
Rev. Hernandes

UMBET

 

RAZÃO OU EMOÇÃO

Qual é o percentual de razão e de emoção que você usa para tomada de suas decisões? Aprendi com um psicólogo em uma palestra que toda vez que formos tomar qualquer decisão na vida da menor decisão até as maiores decisões de nossa vida, devemos fazer o seguinte procedimento:

Colocar o Indicador da mão direita na testa e o indicador da mão esquerda no coração. Faça uma ligação por fora, pois por dentro parece que não está ligado. Tem muita gente agindo somente com o coração.

Acho que por isto tem casamentos durante apenas 6 meses ou mulheres ficando gravidas na primeira relação. Tem muita gente agindo somente com o coração, porém, esta não é a minha praia, vou falar de finanças.

Também na hora de comprar alguma coisa, seja um lanche ou um apartamento você deve pensar se é razão ou emoção. Como já escrevi em outros textos gastar dinheiro é um prazer muito grande.

O britânico Paco Underhill escreve que gastar dinheiro é como uma relação sexual porque pressupõe troca, tato, contato, cheiro, experimentação, empatia e pode levar ao pleno prazer.

Gastar dinheiro baseado apenas na emoção ou como compensação de qualquer outro problema provoca rombos no orçamento pessoal e familiar. Algumas vezes você compra alguma coisa e depois diz: Porque comprei isto? Nem cabe no meu armário!

Um bom exemplo disto é ir ao supermercado fazer compras com fome. A tendência é que você acabe por gastar mais pensando no prazer. Quero ressaltar que não quero que você pare de agir com emoção que é muito bom, porém, comece a pesar um pouco de emoção e razão em tudo que você for comprar. Com certeza isto lhe proporcionará um melhor controle do orçamento. E também nas outras decisões de sua vida, procure pesar sempre razão X Emoção.

Que todos possam viver em paz com o dinheiro!


Autor: Erasmo Vieira
Consultor de Finanças Pessoais